quarta-feira, 24 de novembro de 2010

INFORMAÇÃO

 Navegando na net encontrei este encontrei este assunto:

Estudo internacional descobre que medicamento pode diminuir o risco de infecção pelo HIV


O método ainda está em testes, mas já é considerado um avanço na batalha contra a Aids. O medicamento usado impede que os vírus se reproduzam, o que impede a morte da célula.
Um estudo internacional com a participação de pesquisadores brasileiros descobriu que um medicamento já existente pode diminuir o risco de infecção pelo vírus HIV entre homens homossexuais. O novo método de prevenção ainda está em fase de testes. Mas a pesquisa, publicada nesta terça-feira, já é considerada um avanço na batalha contra a Aids.
Durante um ano, os voluntários receberam seus kits em centros no Rio de Janeiro e São Paulo. Nos seis países, foram 2,5 mil voluntários considerados de alto risco de infecção pelo vírus da Aids: homossexuais masculinos, que relataram relações com vários parceiros e sem proteção.
Eles foram divididos em dois grupos. Um, levou para casas pílulas que não continham medicamento. O outro, uma combinação de dois remédios já usados no tratamento de portadores do HIV.
O vírus age invadindo as células brancas do sangue. Lá dentro, se reproduz e, no processo, provoca a morte da célula. Esses medicamentos impedem que o vírus faça a cópia de seu código genético, e, portanto, ele não se reproduz.
Todos os voluntários receberam acompanhamento psicológico, preservativo de graça, teste mensal de HIV e tratamento para doenças sexualmente transmissíveis. E mesmo nesse grupo, que estava recebendo o pacote considerado o que há de melhor na prevenção de Aids no mundo, a introdução dos remédios fez uma enorme diferença.
Quem relatou ter tomado o remédio só metade do tempo previsto, teve o risco de infecção também reduzido pela metade. Mas naqueles que tomaram o remédio o tempo todo, comprovado por exame de sangue, a proteção foi acima de 95%.
“Eu acho que esse estudo é o mais importante avanço na prevenção desde o começo da epidemia, na prevenção de infecções sexualmente transmissíveis. O que ele mostra é que é possível, que uma intervenção medicamentosa é capaz de evitar a transmissão de um homem pra outro homem”, explica o pesquisador da UFRJ Mauro Schechter.
O impacto é grande: ao diminuir o número de infectados, também diminui o ritmo da epidemia: “O resultado abre uma nova perspectiva de aumentar as nossas armas de prevenção. Mas nós temos que aprender um pouco mais, saber se fora de uma situação de pesquisa tão rigorosa como a que a gente fez, essa proteção vai se manter”, diz o pesquisador da USP Esper Kallás.
A camisinha já é muito eficiente na prevenção, e em hipótese alguma deve deixar de ser usada: “Ela nunca vai ser o único meio. Mas, pelo menos, vai te dar um pouco mais de tranquilidade, um pouco mais de segurança”, conta um homem.
A descoberta põe a prevenção nas mãos de cada um: “Tomar o medicamento ou não, não depende de negociar com ninguém, não depende de no momento você não ter o preservativo, ou de você está sob efeito de alguma bebida alcoólica”, diz outro homem.

MEU CANTINHO PREFERIDO

Minha foto
A Rádio Jovem FM Online é direcionada a todo tipo de público e com todos os generos musicais. Esse é um dos ingredientes aqui na Radio Jovem FM Online. Estamos sempre interessados no bem estar e lazer dos nossos ouvintes. Por isso, buscamos a cada dia mais motivos para agradar você ouvintes!! SEJAM TODOS BENVINDOS E SE SINTAM JOVENS!!!

Todos nós precisamos de Amor e Carinho




Gatinha

Frases para Orkut

Ocorreu um erro neste gadget