quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Contemplação…



 
 
 
 
 
 
É preciso tomar cuidado com a maneira que olhamos as coisas… As pessoas, as situações, o cotidiano. Nem tudo o que parece ser na realidade é. Mui...
tas vezes, resumimos a nossa aparência em um sorriso para que possamos deixar sair do nosso interior apenas o lado positivo, as coisas boas da vida… Afinal, por que mostrar o lado oculto? Aquele que não é tão bonito assim?

Algumas vezes, observamos pela janela da nossa alma e concluímos que o gramado do nosso vizinho é mais verde que o nosso, que seu jardim é muito mais colorido, que a sua vida se resume em tranquilidade e que, talvez, ele seja mais feliz do que nós, não tenha problemas, nem dúvidas, nem inquietações. Tudo isso se baseia na ilusão de um olhar que possui mais do superficial do que da realidade.

O ser humano só enxerga aquilo que quer ver. Não se importa (mesmo que não seja da sua conta) se o percurso feito pelo vizinho foi cheio de obstáculos, se para conquistar o seu gramado verdinho ele teve que retirar todas as pedras e entulhos do caminho, roçar mato alto, adubar o solo, tornar o terreno fértil. Ninguém viu o processo, apenas o resultado e assim fica fácil formar opiniões a respeito do quão cuidada e bonita é aquela grama.

Talvez ninguém tenha parado para observar as mãos calejadas do vizinho que precisou usar muito a sua enxada para retirar as ervas daninhas e só então começar a preparar o jardim. Ninguém viu as mudas crescerem e a luta que foi exterminar as pragas. Ninguém sentiu a emoção de ver a primeira flor desabrochar e inspirar todas as outras na primavera… O que foi visto foi apenas o resultado colorido da diversidade de espécies.

Não se sabe os percalços que o vizinho passou (e passa) no trabalho, na família, na vida ao longo do caminho. Talvez por isso, ninguém compreende que, ao final do dia, ele se sente em sua varanda para apreciar um bom vinho acompanhado de uma boa leitura… “Esse tem a vida que pediu a Deus!” – é o que dizem. “Quisera eu ter esse privilégio da sombra e água fresca!” – é o que pensam. Mas da vida dele, ninguém realmente sabe. Ninguém sente a pressão e o peso que ele carrega em seus ombros.

O fato é que todo mundo passa por isso. Ninguém tem essa vida glamourosa que muitos pensam, por mais que possa parecer. Não que se queira mostrar glamour sempre, nada disso… Mas expressar o que de melhor há em nossa vida, nessa trajetória divina, é inspirador… é o que ajuda na motivação para continuarmos a trilhar a nossa estrada. A única coisa que precisamos ter em mente é que nada é fácil, nada cai do céu pra ninguém e que, ao admirarmos o jardim majestoso do nosso vizinho, tenhamos a consciência de que foi preciso muito trabalho para ele crescer e são necessárias muitas doses de dedicação diária para que a beleza se mantenha.
 
Helena

A Força do Olhar



Os olhos são portais da alma!

Neste mundo, onde as pessoas vivem representando personagens, muitas vezes bem diferentes do que realmente são, o olhar jamais as deixa mentir...
Ultimamente, tenho pensado muito nisto e procurado observar mais atentamente o que os olhos que me fitam me dizem.
Inúmeras vezes, percebo que refletem tanta tristeza, profundo pesar, enquanto os lábios forçam um riso fingido e as palavras tentam demonstrar alegria.
Os olhos não mentem jamais.
É através deles que o amor verdadeiro se expressa, mesmo que o momento seja inconveniente.
A mágoa transparece, apesar do perdão pronunciado.
A tristeza inunda o ambiente de uma névoa pesada, mesmo que se esteja numa festa.
Tudo isto porque a nossa essência nos rege, apesar de nosso ego teimar em viver afastado dela, muitas vezes procurando copiar a vida de outros, a moda, tentando levar uma vida mais voltada para as coisas práticas e materiais.
Os nossos olhos falam.
Uma linguagem mais verdadeira, dificilmente expressa por palavras.
E nos contradizem completamente, quando não estamos sendo verdadeiros.
Através do olhar, amores de outras encarnações se reconhecem, embriagando-se no aconchego carinhoso e inexplicável de um instante mágico e eterno.
Amor à primeira vista... Encontro de antigos amantes que se reconhecem num instante fugaz, intraduzível e inexplicável!
Os olhos abençoam, amenizam a dor do outro, levam paz e alegria, mas também podem fazer muito mal, quando saturados de ódio, de raiva, de inveja.
É importante olhar... Quando alguém nos fala, quando alguém diz que nos ama, quando alguém nos conta algo, olhar cuidadosamente nos olhos nos transporta para algum lugar talvez muito diferente do que aquele para o qual as palavras estão tentando nos conduzir.
Mentir, trapacear é até fácil.
Há pessoas que são mestras nisto. Mas mascarar um olhar é impossível!
Os encontros eternos se iniciam com um olhar...
Instala-se, então, um saber interior, que a razão jamais poderá explicar e que perdura, independente das circunstâncias.
Qual de nós se esquece de um olhar amoroso recebido de alguém?
Aquela sensação gostosa, cálida, sempre será revivida, quando recordada.
Existe nada mais terrível do que um olhar de ódio, quando nos é dirigido? Um olhar de crítica? De menosprezo?
Enfim, é bom nos lembrarmos de que a boca podem mentir, mas os olhos as desmentem e revelam o que nossas almas sentem!

Maria Cristina Tanajura

O Poder da Palavra











Tanto as palavras que proferimos como as que pensamos ficam gravadas num mundo sutil, e têm o poder de influenciar profundamente a nossa vid...
a presente e futura.

O uso da palavra define o ser humano. Raramente, num instante de meditação, ficamos livres do pensamento. Uma das nossas características centrais é que falamos quase o tempo todo, não apenas com palavras físicas, mas também mentalmente. Quando não dizemos nada para os outros, estamos dizendo coisas para nós próprios. Quando não escutamos alguém, ouvimos dentro de nós a voz interior das esperanças e anseios que habitam nosso universo pessoal.

A fala, é muito mais do que um mero som ou uma seqüência lógica de pensamentos. É uma corrente magnética cheia de vida. Para o cachorro, a voz do dono desperta devoção e um sentido natural de obediência. Para a criança pequena, a voz da mãe dá tranqüilidade e a faz dormir. Para aquele que busca compreender a si mesmo, a voz da consciência é seu grande mestre.

A filosofia esotérica ensina que o mundo físico, com suas três dimensões, é rodeado por um universo invisível, eletromagnético e transcendente. Nessa quarta dimensão, as distâncias físicas não têm importância. Esse mundo sutil é conhecido como luz astral. Nele estão registradas as imagens de todas as coisas que passaram e as sementes das coisas que virão. É um espaço-tempo diferente, que rodeia e também interpenetra o nosso pobre mundo tridimensional. Ali as coisas podem deslocar-se na velocidade do pensamento.

Esse mundo oculto é influenciado decisivamente pela palavra. “No início era o verbo”, diz a Bíblia (João,1:1). E o verbo ainda hoje cria o universo humano. Todos os dias, pela manhã, reinventamos a vida. É sempre aqui e agora que criamos o nosso destino futuro, através das palavras que dizemos para nós próprios e para os outros. Cada pensamento e cada som é um mantra, porque detém um poder mágico de influenciar a vida de modo profundo. Eliphas Levi escreveu: “As vibrações da voz modificam o movimento da luz astral e são veículos poderosos do magnetismo”. (1) As vibrações do pensamento que não é falado têm o mesmo efeito.


O poder da palavra é enorme, portanto. Ela salva e condena, ilumina e causa escuridão, faz adoecer, cura e dá esperança. O pensamento correto leva à palavra e à ação correta, e disso surge a felicidade. Está escrito em “Provérbios”, um texto bíblico que transmite grande sabedoria:

“Uma resposta branda aplaca a raiva, uma palavra agressiva atiça a cólera. A língua dos sábios torna o conhecimento agradável, a boca dos insensatos destila ignorância. Em todo lugar os olhos de Deus estão vigiando os maus e os bons. A língua suave é árvore da vida, mas a língua perversa quebra o coração. (...) Os lábios dos sábios espalham conhecimento, mas o coração dos insensatos não é assim.” E poucas linhas mais adiante: “Abominação para Deus são os pensamentos maus, mas as palavras benevolentes são puras.” (2)

A palavra é a unidade básica do pensamento e da fala, e sempre chega ao seu destino. Ela produz um efeito eletromagnético, independentemente de nós sabermos ou desejarmos isso. Mas a parte principal do seu efeito se volta para nós próprios. As palavras que dizemos ficam gravadas em nosso inconsciente e se misturam ao nosso destino. Esta é uma lei inevitável, e por isso nossa vida é, de fato, resultado do nosso pensamento.

Uma das escrituras do budismo, ensina:

“Tudo o que somos hoje é resultado do que temos pensado. O que pensamos hoje é o que seremos amanhã: nossa vida é uma criação da nossa mente. Se um homem fala ou age com uma mente impura, o sofrimento o acompanha como a roda segue a pata do boi que puxa a carreta. (...) Se um homem fala ou age com a mente pura, a felicidade o acompanha como sua sombra inseparável.” (3)

O Novo Testamento (Tiago, 3:2-3) afirma: “Aquele que não tropeça ao falar é realmente um homem perfeito, capaz de refrear todo seu corpo. Quando colocamos um freio na boca dos cavalos, a fim de que nos obedeçam, conseguimos dirigir todo seu corpo.”

Assim como a cabeça do cavalo, a palavra vai na frente, abre caminho e define as linhas pelas quais o futuro será construído.


Bibliografia

(1) A Chave dos Grandes Mistérios, de Eliphas Levi, Ed. Pensamento, SP, p. 111.
(2) Provérbios, 15, 1-7, e também 15:26 no Antigo Testamento.
(3) Dhammapada, Caminho da Lei, tradução e adaptação de Georges da Silva, Ed. Pensamento, SP, p. 19.

terça-feira, 27 de novembro de 2012

SE FOSSES LUZ




 











Se fosses luz serias a mais bela
De quantas há no mundo: - a luz do dia!

- Bendito seja o teu sorriso
Que desata a inspiração
Da minha fantasia!
Se fosses flor serias o perfume
Concentrado e divino que perturba
O sentir de quem nasce para amar!
- Se desejo o teu corpo é porque tenho
Dentro de mim
A sede e a vibração de te beijar!
Se fosses água - música da terra,
Serias água pura e sempre calma!
- Mas de tudo que possas ser na vida,
Só quero, meu amor, que sejas alma!
 ANTÔNIO BOTTO

Improviso do Amor-Perfeito















Naquela nuvem, naquela,
mando-te o meu pensamento:
que Deus se ocupe do vento.

Os sonhos foram sonhados,
e o padecimento aceito.
E onde estás, Amor-Perfeito?

Imensos jardins da insônia,
de um olhar de despedida,
deram flor por toda a vida.

Ai de mim, que sobrevivo
sem o coração no peito.

Cecília Meireles

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Nunca Te Falei de Amor












“… nunca te falei de amor… tenho falado imenso sobre como amar ou sobre o que é amar ou sobre a diferença entre o amar e o gostar… tenho falado muito sobre como é que sabemos quando estamos a amar, quando sabemos o que é amar… como é amar, porque amar é o único caminho… mas nunca te falei de amor… nunca te falei desse sentimento lindo que me envolve numa capa protectora e me faz sentir feliz e bem disposto… nunca te falei desse sentimento tão nobre e tão belo que nos faz sentir o principe dos contos de fadas… nunca te falei de amor apesar de já ter falado tanto de como amar-te… é fácil amar-te… é bom amar-te… é tão doce saber que te amo, que te estou amar como é doce saber que me amas, que me estás a amar… é tão simples e tão perene o saber que amamos, que nos amamos, que somos um só apesar de formados por dois seres distintos… é tão bom amar-te… tão simples amar-te… tão doce saber-me amado… pois, mas nunca te falei de amor… do que é o amor, de que é que ele é feito e do que é que ele nos faz… como tenho dito, quando falo de amar, amar é sofrer, por isso e em primeiro de tudo, o amor é dor… é uma dor que nos preenche o peito e se alastra pela alma adentro como se de uma doença se tratasse… depois, não tem cura e a febre sobe e o amor recrudesce e enobrece quem ama… o amor é o fruto do acto de estarmos a amar… por isso, o amor dói… é como se fosse um parto com dor, quando se ama… do acto de amar nasce o amor e desse nascer, dessa alvorada de luz, a dor povoa-nos e cerca-nos para o resto das nossas vidas… amar é tão simples, tão fácil, tão bom, tão doce… é apenas doarmo-nos ao outro numa entrega total e sem esperar nada no retorno… daí que seja fácil pois dar é apenas uma acção… o amor é o que nasce, o que vem, o que surge dessa acção, dessa atitude de dádiva… e, por isso, dessa dacção, dessa entrega, algo sai de nós, algo se desprende de nós e é esse algo que transforma o acto de amar numa dor profunda, numa dor quente, numa dor sem dor mas que dói… e é nessa dor que sentimos que se ama, é no sentir dessa dor que sabemos que estamos a amar e a sermos amados… é nessa dor que se nos revelamos um ao outro com a fusão de dois seres num só… e nessa fusão, o amor é… e ele só o é, ele só existe, ele só é real se nos fizer doer… e quão purificadora é essa dor, quão sereno é esse sofrer, esse acto de querer, esse acto de receber já que amar é dar, o amor é o que se recebe e nesse saber que temos algo que nos é dado pelo outro, sabemos porque a dor, a partir daí, se instala, vibra, arrepanha, angustia, inebria também, anestesia-nos e a dor se transforma, por aceitação, na mais doce forma de amarmos… se não sentires que te dói então é porque não amas… bendita, pois, a dor que me invade, que me transcende e me faz saber o quanto te amo!…”
 
Joaquim Nogueira

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Musicas





Texto de Helena Emília




As músicas mexem com a cabeça do ser humano seja pelo ritmo, pela letra, pela batida, enfim vários fatores fazem da música algo primordial ao ser humano, tanto é que o mercado musical é um dos mercados que mais lucram no Universo.
O grande sucesso desse tipo de negócio se deve à paixão e à necessidade que o ser humano tem em ouvir música seja para relaxar, para dançar, para se divertir…
Mas como os humanos não são iguais, as músicas também não poderiam ser para cada gosto existe um tipo de música, existem as clássicas, as dançantes, as românticas, lentas e as agitadas.
Difícil é classificar um único tipo de música que faça sucesso no mundo, as músicas variam de acordo com a região, com a cultura, religião. Mas é fácil perceber alguns tipos de música que fazem mais sucesso que outras, como as músicas pop da Madonna que é um fenômeno mundial, ou então o rock dos Rolling Stones e até mesmo o axé da deusa Ivete Sangalo.
Para ouvir música não é necessário saber qual delas que fazem sucesso no mundo, as músicas que você gosta não precisa estar ao conhecimento de todo mundo, basta fazer sucesso no seu quarto que está ótimo.
Na internet uma das coisas mais procuradas são letras de músicas, em geral músicas românticas e as músicas mais tocadas do momento. As pessoas geralmente procuram letras de músicas por se tratarem de coisas reais, histórias de amor não correspondido que traduz em grande parte o que as pessoas sentem; isso sem contar, as melodias que sempre combinam com as letras.
As músicas nacionais são bem procuradas, mas as internacionais têm maior acesso, a procura é sempre maior pelas traduções. As procuras são muito diversificadas, porque o Brasil é constituído de mistura de culturas o que faz com que os gostos sejam diferentes e bem variados, entre as músicas top do país estão ritmos mais conhecidos e tipicamente brasileiros como, pagode, axé, sertanejo, forró, funk e até mesmo músicas gospel, e estes com certeza são os tipos de letras musicais mais procurados.
O gosto do brasileiro em geral é muito interessante, pois é difícil encontrar uma pessoa que goste apenas de um estilo musical, o fato de sermos fruto da miscigenação faz com que tenhamos um gosto musical bem mais amplo do que o resto do mundo, e faz também com que nossa paixão pela música seja explícita.
MPB é a sigla resignada para Música Popular Brasileira, ou seja, é o gênero musical que realmente traduz o Brasil, mas é um tipo de música que traduz nossa identidade que é muito rica culturalmente e que não faz sucesso como deveria, apesar de ser música popular, a população brasileira não se interessa muito por esse gênero musical, por se tratar de um país que tem em sua maioria, habitantes pobres e de pouca instrução e cultura e maioria acaba ouvindo apenas as músicas que tocam nas rádios pela facilidade de acesso.
A música de gênero MPB consiste de vários instrumentos cada um com seu valor histórico constatando a veracidade brasileira em forma de canções, há tempos atrás o único tipo de música que embalava o país era este, em ditadura ou república os brasileiros faziam questão de exaltar as nossas maravilhas cantarolando as músicas de artistas prestigiados de nossa cultura, mas nos anos 90 com a importação da música americana, a nossa brilhante canção decaiu no gosto popular dando espaço a outros tipos de músicas que são muito tocadas até hoje.
Durante uma década pouco se ouviu falar sobre a MPB no Brasil, porém com a virada do século a música popular ganhou uma repaginada que foram bem aceitas pelos críticos e até mesmo pela população, as novas canções retornaram às paradas de sucesso sendo cantadas em vozes femininas consagradas como da saudosa Cássia Eller, Zélia Duncan, Gal Costa, Simone, Adriana Calcanhoto, Ana Carolina, todas, donas de vozes marcantes e maravilhosas que trouxeram a magia do MPB para as rádios, para as novelas e finalmente para o gosto popular.
Alguns anos depois surgiu uma nova turma de belos cantores que estão se consagrando e aos poucos estão trazendo novamente as músicas deste tipo para o cotidiano dos brasileiros, entre os novos grandes nomes se encontram personalidade como Maria Rita (que não poderia ter seguido outro caminho já que é filha da maravilhosa Elis Regina), Roberta Sá, Isabella Taviani, Paula Lima, Ana Cañas, Céu, e muitas outras que ainda tem muito para mostra e encantar trazendo novamente a nossa cultura para o gosto popular.
Tanto no samba, quanto na MPB, no sertanejo ou até mesmo na música estrangeira sempre nos identificamos com algo que nos remete a nossa própria vida e dessa forma conseguimos usar a música para declarar uma paixão, para extravasar um sentimento, para abnegar alguns sentidos e encontrar nas palavras das canções frases que expliquem o nosso modo diferenciado de viver e aproveitar a vida.
Por sermos tão alegres e festivos é que o povo se expressa através da música, até porque nada melhor para nos identificar, do que algo animado.
Em qualquer uma de suas vertentes a música conta um pouco da história desse povo tão sofrido, mas que não pede a alegria de viver.

Helena Emília.

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

15 de Novembro Dia da Proclamação da República



No final da década de 1880, a monarquia brasileira estava numa situação de crise, pois representava uma forma de governo que não correspondia mais às mudanças sociais em processo. Fazia-se necessário a implantação de uma nova forma de governo, que fosse capaz de fazer o país progredir e avançar nas questões políticas, econômicas e sociais.
Crise da Monarquia

A crise do sistema monárquico brasileiro pode ser explicada através de algumas questões:
- Interferência de D.Pedro II nos assuntos religiosos, provocando um descontentamento na Igreja Católica;
- Críticas feitas por integrantes do Exército Brasileiro, que não aprovavam a corrupção existente na corte. Além disso, os militares estavam descontentes com a proibição, imposta pela Monarquia, pela qual os oficiais do Exército não podiam se manifestar na imprensa sem uma prévia autorização do Ministro da Guerra;
- A classe média (funcionário públicos, profissionais liberais, jornalistas, estudantes, artistas, comerciantes) estava crescendo nos grandes centros urbanos e desejava mais liberdade e maior participação nos assuntos políticos do país. Identificada com os ideais republicanos, esta classe social passou a apoiar o fim do império - Falta de apoio dos proprietários rurais, principalmente dos cafeicultores do Oeste Paulista, que desejavam obter maior poder político, já que tinham grande poder econômico;
Diante das pressões citadas, da falta de apoio popular e das constantes críticas que partiam de vários setores sociais, o imperador e seu governo, encontravam-se enfraquecidos e frágeis. Doente, D.Pedro II estava cada vez mais afastado das decisões políticas do país. Enquanto isso, o movimento republicano ganhava força no Brasil.
A Proclamação da República

No dia 15 de novembro de 1889, o Marechal Deodoro da Fonseca, com o apoio dos republicanos, demitiu o Conselho de Ministros e seu presidente. Na noite deste mesmo dia, o marechal assinou o manifesto proclamando a República no Brasil e instalando um governo provisório.
Após 67 anos, a monarquia chegava ao fim. No dia 18 de novembro, D.Pedro II e a família imperial partiam rumo à Europa. Tinha início a República Brasileira com o Marechal Deodoro da Fonseca assumindo provisoriamente o posto de presidente doBrasil. A partir de então, o pais seria governado por um presidente escolhido pelo povo através das eleições. Foi um grande avanço rumo a consolidação da democracia no Brasil.
 

EU SOU AMOR!!



 
Quer saber quem eu sou?!...
Descubra o valor de um olhar
Sinta o silêncio que vem da alma
Que como uma poesia fala
Abrace o encanto da lua
Absorva o suave de um sorriso
Que como um lindo arco-íris
Tem gosto de frescor da manhã
...Tem aroma de flores nas cores
Quer saber quem eu sou?!...
Seja capaz de deixar fluir
O que há de mais belo no teu peito
Essa eterna magia chamada AMOR.

(Kity Araújo)

Saudade



Acho que eu sei o que é.
Saudade é sentir o seu perfume na rua e correr a te procurar,
É escutar nossas músicas fazendo força para não chorar,
Lembrar dos momentos juntos e ressasltar
A felicidade que você veio me proporcionar
E de como era bom estar ao seu lado vendo esse olhar,
Dizendo pra mim vem me beijar.
Saudade é procurar nos jardins seu sorriso e não encontrar,
É recostar na cama à noite e te imaginar,
Lembrar da tua face e vibrar.
Saudade por fim, é parar para pensar o quanto eu quero te amar.

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Uma Comunicação que dialoga com o outro



Texto, recolha e ordenação de Helena Emília


O que a comunicação representa na vida das pessoas?
O tema comunicação é um dos mais discutidos nos dias de hoje, até porque nós vivemos a era da comunicação, em uma sociedade mediada. Na verdade, a comunicação se transformou quase que numa ambiência social.

Google: Feliz Aniversário, Helena!!


12 de Novembro.
 


Que bonitinho!!!

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

DEPRESSÃO OU AUSÊNCIA DE EXPRESSÃO?




Recolha e ordenação de Helena Emilia.

Um dos maiores males da humanidade, a partir da revolução industrial, é o aparecimento da depressão. Veio como conseqüência de um novo modelo de sociedade imposta a homens e mulheres que passaram de sujeitos e peças de linhas de montagem. De protagonistas de suas vidas a seres cabresteados.

domingo, 4 de novembro de 2012

Um poema de amor escrito em uma única nota musical...














Para escrever um lindo poema e transformar amor em canção
Tem que se ter na mente, na escrita e na vida um amor no coração
É pedir emprestados pequenos versos de grandes e ilustres poetas e escritores
Pedaços de poemas que encantaram o mundo inspirado de muitos autores...
Tomar como medida as canções do charmoso TOM que o mundo não esquece jamais
Prender os suspiros de amor escritos nos versos do generoso poeta Vinícius de Moraes
Encher de rosas que falam sussurrando do amor escrito na canção de cartola
E da voz forte de Emilio que entoa e mistura versos de paixão em poemas de agora...
Pedir emprestado as frases que marcaram décadas e apaixonaram milhares de amantes
Poemas que marcaram as páginas de muitos livros que se transformaram em diamantes
Flores, mulheres, perfumes, nomes, amores, amantes citados com grande destaque
Em escritos apaixonantes e fiéis de grandes e pequenos poetas em almanaques...
A mulher sendo a mais cantada e falada em verso e prosa por poetas sofredores e amantes
Cruel como punhal fere e sangra o coração daqueles apaixonados meliantes
São traiçoeiras, perversas, imaturas, dengosas e fatais e que enamora o rapaz
Mas que por sofrer assim, mata seu amor nas palavras duras do poema que faz...
O homem quando colocado em verso e prosa no amor que se quer dele ter
Não se difere de outros modelos que a poesia pode descrever em versos e dizer
Que é tão cruel, mesquinho, orgulhoso, dono do saber e o diabo em corpo e mente
Mas não há mulher que não queira que esse diabo a carregue na vida para sempre...
Escolhi a nota fá como a única capaz de enfeitar e colorir um poema musicado de amor
E torná-lo canção que o mundo ao ouvir se abre em lindas pétalas de uma flor
Escrito e sonhado com a forma de ser da humilde poetisa chamada Kácia Pontes
Que coloca a emoção no coração, na alma e busca imagens na mente como principais fontes...
Obrigada a todos os poetas que inspiram nossos sentimentos guardados no coração
E nos põe voando nas asas de suas poesias musicadas e transformadas numa linda canção
Leva-nos a sonhar ao som de suas rimas encantadas pelas florestas de nossa imaginação
E nos trás um poema escrito numa única nota musical de amor e paixão...

Kácia Pontes – 04/07/2011

MEU CANTINHO PREFERIDO

Minha foto
A Rádio Jovem FM Online é direcionada a todo tipo de público e com todos os generos musicais. Esse é um dos ingredientes aqui na Radio Jovem FM Online. Estamos sempre interessados no bem estar e lazer dos nossos ouvintes. Por isso, buscamos a cada dia mais motivos para agradar você ouvintes!! SEJAM TODOS BENVINDOS E SE SINTAM JOVENS!!!

Todos nós precisamos de Amor e Carinho




Gatinha

Frases para Orkut

Ocorreu um erro neste gadget