segunda-feira, 10 de setembro de 2012

ENTREVISTA SOBRE O JORNAL RAIZONLINE - Realizada por Helena Emília Bortoloti


 
O Jornal Raizonline é uma iniciativa que esta dando certo. Desde 2008 que, semanalmente é lançado um novo número do jornal e lançado via Net. Se observarmos quantas mudanças já tiveram lugar desde então isto significa que vem se aperfeiçoando a cada ano.

Na minha entrevista perguntei a uma pessoa se conhecia o Jornal Raizoline e ele me disse que não e pediu o site para conhecê-lo melhor, passou um tempo ele me respondeu:
«Analisei cuidadosamente o conteúdo do vosso Jornal e qualifiquei-o como INTERESSANTE, todavia um pouco distante da realidade em que vivo». 

Eu perguntei, mas em que realidade você vive? Ele me respondeu: «Vivo uma realidade rural de produção de café e leite. Bastante pobre culturalmente. Minha região é montanhosa, longe do mar, enfim uma vida de simplicidade.» 

Só que esta pessoa não me parece pobre de cultura, antes pelo contrario, ele escreve bem e faz poemas muito bem. Quanto a viver numa região montanhosa e viver de produção de café e leite isso não deixa as pessoas menos cultas. 

Mas pelo menos ele sabe da existência do Jornal Raizonline e já tem o endereço. E assim como ele, devem existir muitas outras pessoas que ainda não conhece o jornal, o que é uma pena.

Entrevistei algumas pessoas e todas tiveram muita boa vontade em responder, o que agradeço e espero, com isso, alcançar a opinião dos leitores e não só do Jornal Raizonline. 

Helena - Virgínia qual a sensação de toda semana ver suas publicações no Jornal Raizonline? Como você vê este trabalho do Jornal Raizonline? 

Virgínia Teixeira - Ser publicada no Raizonline é muito bom porque consigo chegar mais longe com a minha escrita, e sei que há pessoas em cantos diferentes do mundo que têm acesso ao que eu escrevo, e eu tenho acesso ao que elas escrevem, porque o Raizonline permite isso.
O Raizonline é um excelente projecto, que tem aproximado culturas através daquilo que partilham: a língua Portuguesa.

Helena - Cremilde como você se sente sendo colaboradora do Jornal Raizonline há tanto tempo? Você acha válida esta iniciativa deste projeto que vem ganhando dimensão dia a dia? 

Cremilde Vieira da Cruz - é gratificante, não só pelo prazer de ver os meus escritos publicados no Jornal Raizonline, jornal que aprecio pela diversidade de temas, pela qualidade dos mesmos e também pela organização. Ouço a rádio quando tenho oportunidade e estou presente, sempre que me é possível, nos programas da Rádio Raizonline que me muito me agradam. 

Helena - Sr João o que o senhor acha desta unificação de cultura através do Jornal Raizonline? Qual a sua opinião sobre esta iniciativa de seus fundadores?

João P. C. Furtado - é a melhor ideia cultural e LUSOFONA que tive conhecimento nos últimos anos! Foi e é com orgulho que tenho participado e tenho crescido como escritor, aprendendo e participando neste projecto IMPAR!

Helena - Fernando dentro do teu olhar crítico, como você vê o Jornal Raizonline? Você mudaria alguma coisa ou como está responde às suas expectativas? Você lê o jornal todo ou só aquilo que te chama a atenção?

Fernando Pessanha - Cara Helena, apenas leio o jornal quando algum artigo me chama a atenção. Sim, eu mudaria muita coisa, começando pela revisão de texto. Não quero fazer uma crítica desconstrutiva, mas há-de reparar que o texto relativo à pesquisa de opinião sobre o fado está repleto de erros gramaticais, de expressão e de pontuação (por vezes quase inexistente). E isto, como deverá compreender, é algo que descredibiliza automaticamente o jornal e fá-lo cair no amadorismo... 

Helena – Virgínia uma pessoa me disse que o jornal tem texto que contém alguns erros gramaticais, de pontuação, sei que o Daniel é sozinho e não tem tempo de fazer uma revisão minuciosa neste sentido, você acha que isto desmereça o jornal, já que ele é escrito por pessoas comuns, e não por jornalistas, a não ser o Daniel?

Virgínia Teixeira - Penso que sendo uma pessoa apenas é muito difícil evitar que alguns erros passem despercebidos. E depois há o aspecto do português brasileiro ser muito distinto do português de Portugal, o que origina algumas percepções de erros que poderão não ser erros no ponto de vista de outras pessoas. 

Se a equipa de revisão fosse mais extensa certamente se evitariam estes problemas, mas cada escritor deve ser responsável pelo que apresenta para publicação também.
E o facto é que é um jornal não formal, se fosse formal nada disto seria aceite, mas também haveria muitos textos que são publicados que não seriam por não estarem ao nível de qualidade que se espera num jornal/editora.

Helena - Cristina como você se sente colaborando com o Jornal Raizonline? O que acha desta união de cultural e esta diversidades de temas? 

Cristina Ubaldo - Sempre trabalhei com a diversidade de todo tipo, cultural, social. Poder participar de um grupo como o Raizonline é crescer e ao mesmo tempo se doar. A união de culturas é muito importante para acabar com a ignorância do preconceito, de achar que um povo é melhor do que o outro. Somos apenas diferentes e é aí que esta a beleza da vida.

Helena - Carlos você é um leitor do Jornal Raizonline? O que você acha deste projeto? Desta iniciativa de um jornal online? 

Carlos Conrado Spykezem – Sim, sim. Sim. Bem , o Raizonline é um projeto que visa a interação dos artistas, escritores e admiradores da cultura num todo. O Jornal Online e as Rádioweb são as ferramentas que a Raizonline utiliza para promover os artistas emergentes e também divulgar as Artes, canções e textos daqueles já consagrados. A Raizonline é uma força a mais, nesta luta inconstante em prol da Cultura Universal.

Helena - Se Gyn você como colaborador do Jornal pode me dizer qual a importância deste projeto Raizonline na unificação das culturas e das pessoas que são bem diversificadas? E você lê o jornal todo ou só aquilo que te interessa? 

Se Gyn - Bem, pra dizer a verdade, chego a pensar que o Raizonline é paradigma, pois, pelo menos até onde eu sei, não há no mundo editorial, mídia ou Internet, uma experiência que tenha resultado na efetiva juntada e colaboração entre os escribas de língua portuguesa.

Sua importância já começa por demonstrar que um projeto viável e uma dedicação tenaz é capaz de promover a aproximação e o intercâmbio efetivo no âmbito dos países de língua portuguesa, mostrando a imensa riqueza que o patrimônio das culturas da língua portuguesa, na sua razoável variedade.

Atualmente, por questão de tempo e condições, não tenho lido tudo o que gostaria do jornal, indo mais àquilo que já sei que me agrada, mas às vezes leio algo mais, dentro do farto conteúdo ofertado. E sempre tem boas surpresas.

Helena – Sr. João Manuel como colaborador do Jornal, o que o Sr. falaria deste projeto Raizonline que dá a oportunidade a todos de publicar suas escritas e o que me diz desta unificação de cultura, povos e línguas? 

João Manuel Brito Sousa - Diz bem, unificação de povos e línguas para o mundo. Um exemplo de amizade para o mundo. E de solidariedade também.

Helena - Sr. Gilberto qual a importância do Jornal Raizonline para o Sr.? Acha válida esta iniciativa do Daniel com este projeto de dar aos escritores a oportunidades de expor suas escritas?

Gilberto Nogueira de Oliveira - Acho importante, sim. E é muito bom para os escritores brasileiros e portugueses.

Helena - Liliana qual a sua opinião sobre o Jornal Raizonline? Você lê o jornal todo ou só aquilo que lhe chama atenção? Qual a importância deste projeto Raizonline e que beneficio ele traz? 

Liliana Josué - Por norma não leio sempre o jornal e quando leio escolho os temas que mais me interessam, até por uma questão de tempo. Quanto ao projeto do jornal penso ser de grande interesse cultural, mas não concordo com o diretor ao dizer (ou pelo menos dizia) que toda a gente pode ser publicada não olhando à qualidade, aí sou mais seletiva (até podem achar que eu também não sirvo, sou seletiva, mas não convencida). 

Quanto aos benefícios é sempre uma oportunidade de divulgação de quem para lá escreve e valorização do jornal para além de espalhar ideias, emoções, notícias, etc. Em, resumo o Raizonline traz-nos coisas grosso modo boas.

Helena - Daniel o que significa para você o Jornal Raizonline no todo? 

Daniel - Trata-se de um projeto cultural com uma abrangência larga que pretende difundir saberes das diversas comunidades lusófonas de forma a encontrar e confrontar pontos de vista sobretudo culturais que fomentem uma maior compreensão e aceitação quer da diversidade quer da unidade cultural dentro da lusofonia. 

Helena – Como surgiu a idéia de criar um jornal virtual? 

Daniel - A ideia de um jornal estava implícita na ideia do projeto, quer dizer, para atingir os objetivos que se propõe o projeto Raizonline precisava de um meio de difusão duradouro e eficaz. Logo o jornal, com as características que tem, funciona também como um arquivo de ideias e experiências e quando necessário ou apropriado faz a união e a comparação entre diversos tempos e entre diversas formas de ver.
Helena - Qual é a sensação de todo fim de semana ir para a Net mais um número do jornal, já que é você que edita, corrige, escreve, essa sensação é de dever cumprido ou você se sente gratificado de ver mais um número que é resultado de um esforço de todos e colocado a serviço na Net?

Daniel - Digamos que gosto sobretudo de ver o jornal feito e entregue «nas bancas» virtuais, sendo certo que isso implica que há um conteúdo que foi recolhido e que é assim transmitido.

Pessoalmente tenho colaborado muito pouco transmitindo os meus saberes e levantando as minhas questões e tenho-me sentido um pouco «apagado» dentro do processo, situação que estou a tentar alterar aos poucos, na medida em que existe muito pouca interação entre os diversos colaboradores (comentários, críticas, etc.) e é através da minha atividade mais presente em termos de trabalho escrito que pretendo fomentar essa troca de impressões e puxá-la para uma etapa mais elevada em termos qualitativos e numéricos.

Uma das razões que aponto, para além da necessidade de maior interação que se foi e vai demonstrando é que tenho tido demasiada ocupação com a feitura do jornal em termos técnicos e que tenho de gerir de uma forma mais doseada os meus tempos.

Helena - Fale um pouco do jornal para nós, principalmente para as pessoas que já estão e as que estão chegando agora e que possam conhecer a intensidade desde projeto Raizonline. Como surgiu a ideia da Palavra Raizonline? Qual o significado?

Daniel - A palavra «Raiz» surgiu porque se tratava de alguma forma de «mexer» nas nossas raízes culturais em termos de lusofonia e no universo da lusofonia e «online» deve-se ao meio de propagação do jornal. Assim «Raizonline» pareceu-nos o mais apropriado até porque era um nome pouco comum também e isso em termos de Net também conta.

Helena - Obrigada

Daniel - Eu é que agradeço por ter tido esta ideia desta entrevista uma vez que o projeto Raizonline ainda é relativamente pouco conhecido em termos de toda a sua importância e significado.
As pessoas vêm e lêem, mas também era bom que mais pessoas compreendessem que não se trata apenas de um Jornal (mais um), mas sim de uma coisa com algum grau de novidade e até muito inovador nalguns aspectos. 

Que eu me lembre não há quem, neste meio da Net, troque um tão grande número de impressões dentro do mundo da lusofonia da forma que o fazemos e dê a conhecer em reciprocidade a diversidade deste nosso mundo lusófono.

Helena - Kácia Pontes você é leitora do Jornal Raizonline? Ou pelo menos dá uma passeada pelo Jornal vendo as Manchetes? O que você acha deste projeto do Jornal Raizonline? Ele é um instrumento de unificação entre as pessoas através da escrita e da cultura? 

Kácia Pontes - Obrigada Helena pelo convite. Já fui frequentadora assídua das paginas da Raizonline, hoje com um tempo um tanto diminuído por causa dos Projetos DownBrasil, onde atuo como Vice presidente e de minha vida profissional com muitas viagens, mas não deixo de parabenizar aos que, juntos, colocaram essa ideia em pratica. 

Um projeto arrojado, único, mas que por isso, deve estar sempre e em constante mudança, porque nada está sempre tão bem que não necessite de uma reestruturação, aperfeiçoamento, tudo que ocorre ao nosso redor nos pede mudanças constantes. O Jornal Raizonline nos dá oportunidade de conviver com diferentes culturas e isso faz toda a diferença e nos enriquece fortemente como pessoas e como profissionais da escrita e da fala. Parabéns...

Helena - Valdeck poderia me descrever o Jornal Raizonline dentro da sua importância cultural?O Jornal Raizonline é um projeto inovador dentro desta diversidade lusófona? Você lê o jornal todo ou só aquilo que te interessa?

Valdeck - Acredito que o jornal Raizonline é um importante elo entre os países de língua portuguesa e serve para divulgar acontecimentos e eventos culturais, bem como para dar publicidade e trabalhos artísticos de escritores e outros artistas.

Sem o jornal muita coisa poderia não chegar aos leitores, ouvintes, internautas. Então, a existência do Raizonline é de vital importância para a criação, manutenção e expansão dos contatos entre os vários países lusófonos bem como naqueles onde exista falante da nossa bela Flor do Lácio.

Eu leio sempre que posso duas, três vezes por semana para me manter informado do que se passa no além-mar.

Helena - Emanuel Você é um leitor do Jornal Raizonline? Você acha que tem muitas pessoas que lêem o Jornal?

Emanuel - Para mim é uma honra, ser entrevistado para o jornal Raizonline, passo a responder ás suas perguntas.
Sou leitor assíduo do Jornal Raizonline, quase do início. Sempre passo o site a amigos e conhecidos, imagino que tem muitos leitores, mas, para a alta qualidade do jornal, deveria ter muito mais. Será que existe sondagens a esse respeito? 

A existência da Rádio Raizonline, foi ideia luminosa, tem ajudado imenso na divulgação do jornal, especialmente na sua emissão As Horas da Helena, está sempre a por em evidencia a existência do mesmo.

Louvo o Director interino, Sr. Daniel Teixeira pelo maravilhoso trabalho, com o jornal e rádio, assim como excelentes colaboradores.

Helena - Qual a importância de toda semana ter um novo número do jornal nas bancas virtuais?

Emanuel - Escritos novos, são sempre de grande importância, um incentivo para os leitores, que sempre procuram algo novo. No entanto, o jornal tem um conteúdo enorme, nem pode ser lido numa assentada, temos que voltar, para desfrutar mais e mais. 

Compreendo que, tanto a o jornal como a rádio, acarretam certas despesas, não tem anúncios que possam cobrir ou, ajudar nas mesmas. Deixo apelo, para consideração.

E eu Helena agradeço a todos que colaboraram com esta entrevista, que tiveram a boa vontade de nos ajudar com suas respostas. Muito obrigada.
 
Helena Emília.

 

MEU CANTINHO PREFERIDO

Minha foto
A Rádio Jovem FM Online é direcionada a todo tipo de público e com todos os generos musicais. Esse é um dos ingredientes aqui na Radio Jovem FM Online. Estamos sempre interessados no bem estar e lazer dos nossos ouvintes. Por isso, buscamos a cada dia mais motivos para agradar você ouvintes!! SEJAM TODOS BENVINDOS E SE SINTAM JOVENS!!!

Todos nós precisamos de Amor e Carinho




Gatinha

Frases para Orkut

Ocorreu um erro neste gadget